Os números de 2012 – Blog Rota Da Carga Brasil !!!


Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um resumo:

4.329 filmes foram submetidos ao Festival de Cinema de Cannes 2012. Este blog teve 50,000 pontos de vista em 2012. Se cada visualização fosse um filme, este blog seria poder 12 Festivais de Cinema

Clique aqui para ver o relatório completo

Anúncios

Aeroportos Emirates Airlines amplia rota de cargas entre Viracopos e Dubai


Empresa já opera duas frequencias semanais, com capacidade para 500 toneladas de carga

 

A Emirates SkyCargo, divisão de cargas do Grupo Emirates, vai ampliar de dois para três o número de vôos semanais de transporte de carga entre Campinas e para Dubai. A previsão é que a nova freqüência entre em operação em setembro.

Desde que foi inaugurada, em novembro do ano passado, a rota operada pela Emirates Arlines no aeroporto de Campinas aumentou em cerca de 500 toneladas a capacidade de transporte de cargas entre Brasil e Emirados Árabes Unidos. A empresa tem voos às segundas e às quintas-feiras, a bordo de um Boeing 747-400F, com capacidade para 115 toneladas, segundo Ralf Aasmann, diretor-geral da Emirates Airlines no Brasil.

A nova frequência será operada com aeronaves Boeing 777-200F, com capacidade para 105 toneladas de carga, que consomem menos combustível e são mais eficientes.

O serviço da SkyCargo têm sido fundamental para impulsionar o comércio do Brasil com o Oriente Médio e também com a Ásia e a Europa, já que cria um canal de exportação direto, rápido e seguro.

Os Emirados Árabes Unidos estão entre os principais destinos dos produtos brasileiros, com participação de US$ 665,39 milhões (12,6%) dos US$ 5.248,34 bilhões exportados para a região entre janeiro e maio deste ano, alta de 39,13% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Entre os principais produtos enviados para o Oriente Médio estão a carne bovina, peixes vivos, ovos férteis e frutas. A importação abrange produtos químicos e farmacêuticos, entre outros.

Segundo dados da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, as exportações para os países árabes totalizaram US$ 12,57 bilhões em 2010, o que representou um crescimento de 34% em relação ao ano anterior. Já as importações provenientes dos países árabes fecharam o ano com US$ 6,96 bilhões, uma alta de 33% se comparado a 2009.

Viracopos

O diretor-geral da Emirates Airlines no Brasil, Ralf Aasmann, reconhece a importância da região de Campinas para as operações da companhia, mas descarta a implantação de uma freqüência para passageiros entre Viracopos e Dubai. Aasmann avalia que a proximidade com São Paulo e a atual infra-estrutura do aeroporto adiam a possibilidade de investimentos no aeroporto.

A Emirates chegou ao Brasil em 2007 e hoje opera três vôos Guarulhos-Dubai. A partir de janeiro de 2012, a companhia inaugura mais dois destinos na América do Sul: Rio de Janeiro e Buenos Aires. Assim como os vôos de passageiros que saem de Guarulhos, que têm capacidade de carga de 210 toneladas, as novas freqüências serão operadas com o Boeing 777-300ER, que têm capacidade para 278 passageiros, divididos em três classes.

Fonte: http://eptv.globo.com/campinas/economia/NOT,1,1,353301,Emirates+Airlines+amplia+rota+de+cargas+entre+Campinas+e+Dubai.aspx

Preços do etanol e da gasolina comum caem na quarta semana de maio


O preço médio da gasolina C, que contém 25% de álcool anidro, ficou 1,68% menor em comparação à terceira semana do mês.

 

 

Rio de Janeiro – Boletim divulgado ontem (30) pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) revela que os preços do etanol e da gasolina comum mantiveram tendência de queda na quarta semana de maio. O preço médio da gasolina C, que contém 25% de álcool anidro, ficou 1,68% menor em comparação à terceira semana do mês. Essa foi a maior queda de maio para o produto.

Já o etanol hidratado teve retração no preço médio de revenda de 4,58%. Nesse caso, porém, a queda foi um pouco menor do que a registrada na semana anterior, que havia sido de 6,65%. O levantamento da ANP foi feito entre os dias 22 e 28 deste mês, em mais de 8 mil postos de combustíveis de todo o país.

Os estados que apresentaram as maiores reduções de preço médio do etanol hidratado para o consumidor foram o Paraná (-9,62%), Rio Grande do Sul (-5,99%) e Santa Catarina (-5,02%). Considerando apenas as capitais, a queda de preço do etanol foi maior em Brasília (-6,69%), seguida do Rio de Janeiro (-4,70%) e de São Paulo (-4%).

No que diz respeito à gasolina comum, Santa Catarina apresentou o maior recuo na semana pesquisada (-2,30%), seguida do Paraná (-1,93%). Entre as cidades, destaca-se o Rio de Janeiro (-1,24%) e São Paulo (-0,94%).

Nos estados do Nordeste, as maiores reduções de preço médio foram observadas no Ceará (-4,48% para o etanol e -2% para a gasolina), Piauí (-3,02% etanol e -2,08% gasolina), Maranhão (-2,14% etanol e -2,12% gasolina), Rio Grande do Norte (-2,43% etanol e -1,28% gasolina) e em Sergipe (-2,29% etanol e -2,12% gasolina).

A ANP acredita que os preços deverão manter a tendência de queda nas próximas semanas, devido ao início da safra de cana-de-açúcar, o que sinaliza uma maior oferta de etanol a preços mais baixos.

Fonte: Alana Gandra | Agência Brasil

http://www.portalbrasiltransportes.com.br/Novo/MostraNoticiaCanalDetalhada.aspx?Canal_Codigo=5&Noticia_Codigo=1245

 

Chip avisa quando pneu de caminhão está careca


A tecnologia RFID será utilizada no Brasil para identificar, em tempo real, as condições técnicas de pneus em caminhões. A novidade será implantada no país pela Goodyear, que já vendia o chip separadamente dos pneus.

Armazenando as informações de posição do veículo, quilometragem, pressão de ar e profundidade de sulco, o sistema de gerenciamento de frotas atualiza os dados via telemetria. O software utilizado é o Tire IQ. O primeiro modelo a receber a nova função será o 295/80R22.5 G658.

Integrado ao sistema RS Web, o usuário pode acessar as informações a partir de qualquer computador com internet. Os dados e funcionalidades do software podem ser atualizados em tempo real. Além disso, é possível gerar relatórios de todas as atividades de movimentação e manutenção.

O produto estará disponível para os consumidores brasileiros a partir do segundo semestre. A novidade foi apresentada durante a Goodyear Innovation Experience, realizada nesta semana na cidade de Americana, interior de São Paulo.

Como funcionam os radares fixos?


Existem quatro tipos de radares que multam carros nas ruas das grandes cidades, o radar fixo é somente um deles. Seu funcionamento é bastante simples e acontece sem qualquer intervenção humana. São três laços detectores em cada faixa de uma via, distantes 3 metros um do outro. Quando um veículo passa, os laços calculam sua velocidade. Se estiver acima do permitido no local, a câmera fotográfica é acionada. Para não ofuscar o motorista durante a noite, o flash nesse horário é infravermelho. O sistema é independente para cada faixa, ou seja, se dois carros passarem ao mesmo tempo um do lado do outro em um radar, ele consegue diferenciar a velocidade.

Os outros três tipos de radares também funcionam de modo parecido, mas com algumas diferenças. No primeiro, há totens na calçada que mostram a velocidade do veículo para o motorista. Da mesma maneira que o anterior, é um laço detector que calcula a velocidade do carro. No radar estático com tripé (popularmente conhecido como o “radar móvel”), dois feixes de laser perpendiculares à pista calculam a velocidade dos carros que passam. Esse sistema é incapaz de diferenciar dois carros que passem juntos por um feixe. Assim, quando isso acontece, o radar anula a medição, mesmo que um dos veículos esteja em alta velocidade. O último tipo de radar é o único realmente móvel e também o único que é, de fato, um radar, pois usa o efeito doppler para o cálculo da velocidade. Apontado para um veículo, ele lança uma onda magnética que, após atingir o veículo e voltar, mostra a velocidade em que ele estava.

• Os três laços detectores são os responsáveis pelo cálculo da velocidade dos veículos nos radares fixos.Um sistema independente do contato humano verifica quanto tempo demorou para o carro ir do primeiro laço (L1) ao segundo (L2) e, depois, quanto levou para ir do segundo ao terceiro (L3). Cada faixa de rolamento possui seus laços independentes da faixa vizinha
• Se o veículo estiver em alta velocidade, uma câmera fotográfica é acionada automaticamente

Fonte: Flávio Murilo, da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo

http://revistagalileu.globo.com/Galileu/0,6993,ECT816469-1716-2,00.html